Espaços Verdes

 

A IMPORTÂNCIA DOS ESPAÇOS VERDES

A necessidade de Espaços Verdes urbanos é uma das consequências da evolução que as cidades têm sofrido ao longo do tempo.

(...) Segundo artigos científicos recentes, (...) os seres humanos tornam-se criaturas muito diferentes quando não têm acesso a relva e plantas. (...)

Revista National Geographic n.º 67

Os nossos Espaços Verdes têm como principal função garantir uma boa qualidade de vida aos habitantes e visitantes, para além de serem ecologicamente importantes e terem uma elevada importância no embelezamento do nosso Concelho.

Os Espaços Verdes são espaços que geram uma biodiversidade elevada (principais potenciadores da fauna e flora locais), com base nos princípios da sustentabilidade, diversidade biológica e sensorial dos sistemas vivos. A sua importância torna-se essencial para moderar o microclima urbano, permitindo a redução da amplitude térmica e regularização das temperaturas.

(...) crianças com deficit de atenção registavam uma diminuição dos sintomas quando expostas a ambientes naturais(...).

Revista National Geographic n.º 67

(...) os espaços verdes têm um efeito restaurador sobre a nossa atenção reflexiva: o tipo de concentração intensa necessária para trabalhar ou estudar, para ignorar distracções e realizar tarefas. (...)

Revista National Geographic n.º 67

A localização dos Espaços Verdes e a sua articulação com o Concelho deverá ser feita com base no planeamento prévio das novas zonas urbanas e deverá visar o princípio básico que está subjacente ao conceito de “continuum naturale” definido e descrito na Lei de Bases do Ambiente como sendo “o sistema contínuo de ocorrências naturais que constituem o suporte de vida silvestre e de manutenção do potencial genético e que constitui para o equilíbrio e estabilidade do território”.

A criação de novos Espaços Verdes, onde combinem o lazer, o recreio, a fruição, a educação, com dimensão suficiente e capacidade atractiva para as mais diversas idades e grupos sociais é fundamental. É também essencial a adequada manutenção dos espaços existentes, reforçando o conceito de corredor verde que consolida a ligação entre vários habitats, fragmentados pelo processo de urbanização crescente, constituindo-se como faixas de protecção indispensáveis para assegurar a mitigação ou minimização das alterações ecológicas do ambiente urbano.   

 (...) No mundo contemporâneo, o contacto com a natureza em espaços urbanos pode ser mais fundamental do que nunca. Uma metrópole com bastantes parques ajuda-nos a manter a saúde mental e a combater a obesidade e a diabetes (...).

Revista National Geographic n.º 67

Os Espaços Verdes públicos assumem pela sua localização junto do tecido edificado, dimensão de zonas permeáveis, composição florística e arquitectónica, e massa vegetal, especial importância na paisagem e vivência urbanas, constituindo o principal parâmetro de equilíbrio e protecção ecológica, tornando-se por isso necessário garantir a preservação de espécies e exemplares arbóreos e arbustivos que fazem parte da sua estrutura.

SABIA QUE…

. Oito jardins residenciais correspondem a 70 toneladas de ar condicionado?

. A um conjunto de relva, herbáceas, arbustos e árvores existentes num espaço, corresponde a uma diminuição de 50 % da poluição sonora?   

Estes factos falam por si quanto à importância da existência de espaços verdes em meios urbanos. As suas vantagens são muitas, nomeadamente a diminuição das amplitudes térmicas (melhoria do conforto térmico), a diminuição da poluição sonora, o aumento de permeabilidade dos solos e consequente redução de risco de inundações, o aumento da humidade no ar, a melhoria da qualidade do ar, para além dos aspectos de lazer, recreio e paisagísticos, entre muitos outros.  

Um outro aspecto importante na percepção desta matéria são as inúmeras vantagens das árvores caducifólias (de folha caduca) em detrimento das perenes nos nossos espaços públicos urbanos, sejam eles jardins, parques, arruamentos, praças, etc.

As árvores caducifólias são as que deixam cair totalmente as suas folhas de Inverno e as perenes ou persistentes são aquelas em que a maioria das suas folhas persiste durante todo o ano. A maioria das árvores existentes é caducifólia, pois este processo de rejuvenescimento anual permite ganhar defesas e obter um melhor desenvolvimento, uma maior capacidade de resistência a agentes patogénicos, assim como uma maior capacidade reter nas suas folhas as poeiras de poluição atmosférica, relativamente às árvores de folhagem persistente.  

Apesar da maioria da população residir em zonas urbanas, não devemos dissociar-nos dos ciclos naturais que fazem parte da nossa existência. O amarelecimento das folhas e a sua queda são processos naturais da vida, de enorme beleza, que significam o fecho de um ciclo e início de outro tão ou mais importante … e não deve ser visto como um “problema de limpeza”!   

Até porque as folhas que caem no chão podem ser aproveitadas para compostagem, resultando a matéria orgânica em substrato para as floreiras das nossas varandas ou para os canteiros do nosso jardim. Na Natureza, nada se perde, tudo se transforma; e devemos aceitá-la como ela é, compreendê-la e vermos as pequenas maravilhas que estão sempre a acontecer mesmo ao nosso lado!   

É só preciso olhar para o que nos rodeia…

 

OS ESPAÇOS VERDES EM ESTARREJA

» Área de Espaços Verdes: 10ha

» Número de Espaços Verdes: 56

Nos últimos 8 anos os Espaços Verdes no Município de Estarreja tiveram uma grande evolução, nomeadamente em quatro pontos fundamentais:

. Aumento das áreas de lazer em 79%, sendo agora a área total de lazer cerca de 8,1ha.

. Aumento do número de espaços verdes em 56%.

Introdução de sistemas de rega automáticos em 72% da área total de espaços verdes, que permite uma maior eficácia e eficiência no uso e consumos de água.

. Implementação do Sistema Central de Gestão de Rega.

Parque Municipal Antuã

Encontra-se localizado entre o espaço Urbano da Cidade de Estarreja e o leito do Rio Antuã, numa área com aproximadamente 4,6ha (46.000m2), o Parque é uma Estrutura Verde Urbana, Zona de Desporto e de Lazer que promove um melhor ambiente urbano onde salvaguarda e valoriza as margens do rio Antuã numa perspectiva Ecológica e Cultural. É um elemento de Ligação entre a Cidade e a envolvente ribeirinha do Antuã.

O Parque Municipal do Antuã é constituído por:

  • . Praça
  • . Espelho de água
  • . Arborização e Espaços Verdes
  • . Passadiço ao longo de parte das margens do Rio Antuã
  • . Parque Infantil
  • . Circuito Infantil de Educação Rodoviária
  • . Percurso de manutenção
  • . Aparelhos de Fitness
  • . Pista de Atletismo Elói de Almeida
  • . Pista de Lançamento de Peso
  • . Café/Bar, com esplanada
  • . Áreas de estacionamento de veículos ligeiros
  • . Áreas de estacionamento de caravanas

PRAÇA

Elemento Arquitectónico central que desempenha um papel preponderante, como ponto de convergência de fluxos pedonais e como elemento de descanso e lúdico, rodeada por uma estrutura arbórea e verde.

 

ESPELHO DE ÁGUA

O alargamento do Rio Antuã, numa extensão de 140m e com uma largura de 30m permite tirar partido deste elemento fundamental de enquadramento e amenização do Parque. Este alargamento em forma de lago funciona como espelho de água para utilização lúdica.

ARBORIZAÇÃO E ESPAÇOS VERDES

Em termos de espaços verdes verificam-se três tipos diferenciados em termos qualitativos e de utilização/ocupação dos espaços:

. O espaço localizado à cota superior está dotado de melhor qualidade, uma vez que é um espaço cuja envolvente é mais urbana e a sua utilização mais passiva, com grandes espaços relvados e canteiros arbustivos. Arborização em alameda que objectivamente fará a ligação do espaço da praça central ao passadiço de madeira sobre o Rio Antuã.

. A área verde mais baixa e adjacente ao rio tem uma utilização mais activa toda coberta com prado, e possui um enquadramento mais em consonância com o espaço natural. Está mais arborizada na envolvente com o rio Antuã com locais para descanso. As espécies arbóreas utilizadas são rústicas e adaptadas a uma zona mais ribeirinha.

. Floreira principal na entrada do Parque é o terceiro tipo de espaço verde no parque, possui relva e está dividida com uma alameda de árvores e de arbustos.

Ao longo do rio pode-se caminhar num passadiço de madeira, para se poder apreciar a fauna e flora existente no local, e retirando dúvidas nos placards informativos. As espécies arbóreas presentes são: Tilia americanaTilia argenteaLiquidambar styracifluaSophora japonicaJacaranda mimosifoliaFraxinus angustifolia,Betula albaQuercus roburPopulus nigra, Salix Babylonica.

 

PARQUE INFANTIL

Localizado numa área central do parque, encontra-se ligado à rede de percursos pedonais, tendo acesso directo a outros espaços. O parque infantil está dotado de equipamentos de recreio e diversão que respeitam as normas europeias de segurança.

CIRCUITO INFANTIL DE EDUCAÇÃO RODOVIÁRIA

Este circuito serve para ensinar aos mais novos os conceitos básicos da utilização das regras de trânsito e condutas rodoviárias. As crianças podem utilizar bicicletas, carrinhos a pedais como meio de locomoção.

 

GINÁSIO AO AR LIVRE

O Parque do Antuã é bastante utilizado para a prática desportiva, combatendo o sedentarismo e servindo de estímulo para um estilo de vida activo, tendo para isso uma série de infra-estruturas, nomeadamente: Pista de Atletismo, Pista de Lançamento de Peso, Aparelhos de Fitness ao ar livre e um percurso de manutenção. 

CAFÉ/BAR E ESPLANADA

O Bar de Apoio encontra-se implantado numa área localizada entre a praça e o circuito infantil de educação rodoviária. É um espaço que serve de apoio a todo o parque, estando-lhe associado dinamismo ao local. Espaço agradável com uma esplanada com uma paisagem única para o rio Antuã.

PARQUE DE ESTACIONAMENTO

Tratando-se o Parque Municipal de um espaço de atracção e fruição de uma vasta população, este espaço assume particular importância, como apoio aos restantes equipamentos e eventos habituais (feira, mercado, actividades desportivas). O parque de estacionamento localiza-se entre a pista de atletismo e o conjunto habitacional situado a Norte/Poente. O parque está dotado de todas as infra-estruturas necessárias (electricidade e abastecimento de água) para receber auto-caravanas.

 

Parque de Merendas I

Possui uma área de 4.500m2 e fica localizado no lado nascente do Parque Municipal do Antuã sendo contíguo com este e com o Rio Antuã. É um espaço aprazível de lazer onde as pessoas podem desfrutar da tranquilidade e do ambiente rústico aí presente.

Possui várias infra-estruturas de apoio para a realização de pic-nic, lanches, festas de aniversário, nomeadamente, mesas com bancos, churrasqueira, sanitários de apoio, bem como um campo desportivo onde se podem praticar vários desportos.

Possui um elevado número de árvores de grande porte, nomeadamente, Platanus orientalisTília argenteaTília cordataSalix Babylonica e Populus.

 

Parque de Merendas II

Com uma área de 1,3ha, localiza-se a Sul do Parque Municipal do Antuã e é contíguo ao Rio Antuã. Possui um elevado número de árvores de grande porte, nomeadamente, Platanus orientalisTília argenteaTília cordata, Quercus roburQuercus Pyrenaica e Populus.

Local ideal para se passar um agradável momento de lazer a desfrutar a envolvente rústica e a sombra que este local proporciona. Além de ser ideal para se dar passeios a pé nos dias de maior calor, pela frescura que o local apresenta.

 

Jardim da Rua Dr. Pereira de Melo

Com cerca de 300m2, está localizado na Rua Dr. Pereira de Melo, e foi inaugurado em Janeiro de 2010 aquando a inauguração do edifício contíguo, Incubadora de Empresas de Estarreja. Este jardim possui espaços relvados com entradas pedonais que terminam em bancos onde as pessoas podem repousar e desfrutar da sombra de árvores, Citrus aurantium

 

Jardins da Praça Francisco Barbosa e Largo dos Combatentes da Grande Guerra

Localizados no Centro da Cidade em frente ao Edifício dos Paços do Concelho, possuem espaços relvados, com arbustos e elevado número de árvores, nomeadamente Tília argêntea, Tília cordata e Magnolia grandiflora.

Estes espaços estão apoiados por diversas infra-estruturas, nomeadamente: bancos de descanso, fontanário luminoso, sanitários, coreto e várias esplanadas de cafés existentes. 

 

Praça do Município

Este espaço está localizado nas traseiras do edifício dos Paços do Concelho. É constituído por uma floreira em toda à volta com um elevado número de espécies arbustivas e herbáceas. Possui uma fonte e vários bancos onde as pessoas podem desfrutar de uma vista panorâmica sobre o Parque Municipal do Antuã e o Rio Antuã.

 

CONSELHOS AO MUNÍCIPE

PROTEGER OS ESPAÇOS VERDES É IMPORTANTE PARA O SEU CONCELHO! 

Para usufruir dos espaços verdes com segurança e civismo…

. Não colha ou danifique plantas ou partes de plantas em qualquer espaço verde. Deixe o jardim como o encontrou. Não se esqueça que ele é de todos!

. Se fizer um piquenique numa zona verde destinada para o efeito, ao deixar o local, não abandone os lixos, recolha-o e deposite-o nos locais e contentores próprios.

. Não faça lume dentro da área dos parques e dos jardins.

. Ajude a preservar os equipamentos dos parques e jardins.

. Se vir alguém a praticar vandalismo informe de imediato as autoridades, porque os espaços verdes também são seus!

VAMOS PROMOVER O CIVISMO E INCENTIVAR A DESCOBERTA E O GOSTO PELOS ESPAÇOS VERDES!