Um baile tradicional por gerações contemporâneas

Os ensaios já começaram. Aldara Bizarro trabalha com a comunidade estarrejense e de concelhos vizinhos a recriação de um baile tradicional. “O Baile” é o resultado e será apresentado ao público este sábado, dia 31 de maio, às 21h30 no Cine-Teatro de Estarreja.

Quinta, 29 de Maio 2014

Os ensaios já começaram. Aldara Bizarro trabalha com a comunidade estarrejense e de concelhos vizinhos a recriação de um baile tradicional. “O Baile” é o resultado e será apresentado ao público este sábado, dia 31 de maio, às 21h30 no Cine-Teatro de Estarreja.
 
Através dos contributos de cada elemento da comunidade e dos bailarinos Costanza Givone, Isabel Costa, Bruno Rodrigues, Manuel Henriques e Diana Serrano, que acompanham a coreógrafa Aldara Bizarro, constrói-se um projeto multidisciplinar onde a dança, o teatro e a música interagem para levar ao palco o ambiente de festa e convívio a que qualquer baile tem direito.

“O Baile”, inspirado no filme homónimo de Ettore Scola (1983) e na memória dos bailes de bairro, de aldeias e vilas de Portugal, surge pela vontade de Aldara Bizarro em perpetuar este património lusitano, desafiando a comunidade dos vários locais onde o espetáculo está em cena. Cada apresentação é única, pois Aldara Bizarro absorve o que cada localidade e participante têm para oferecer.

A banda sonora é assinada por Artur Fernandes e acompanha ao vivo cada passo deste baile. Marco Figueiredo (piano) e Miguel Calhaz (contrabaixo) contracenam com o próprio Artur Fernandes (concertina) e também com os músicos da comunidade que se aliaram a este projeto.

No total são cerca de 50 participantes, dos 78 aos 4 anos, entre bailarinos, atores, músicos e participantes da comunidade - sem esquecer o público - que colaboram na criação desta festa, um elemento único na construção da identidade de Estarreja. “O Baile” sobe ao palco do Cine-Teatro de Estarreja este sábado, 31 de maio, às 21h30 e promete contagiar quem o for espreitar.

 

SAB 31 MAI 21H30
O Baile

Aldara Bizarro conceção, direção e coreografia
Costanza Givone, Isabel Costa, Bruno Rodrigues, Manuel Henriques, Diana Serrano e participantes da comunidade interpretação e cocriação
Artur Fernandes (concertina), Marco Figueiredo (piano), Miguel Calhaz (contrabaixo) e músicos da comunidade interpretação musical
Francisco Tavares Teles desenho de luz
Catarina Santos vídeo
Jangada de Pedra produção
[DANÇA] Auditório 5€ / 3€ (Cartão Amigo, Cartão Sénior e Jovem Municipal)

 

+
http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__