13 anos a fomentar a liberdade de ler

Segunda, 09 de Outubro 2017


“Um espaço livre”. É assim que uma das melhores leitoras da Biblioteca Municipal de Estarreja define este polo de conhecimento que comemora hoje 13 anos de existência. Liberdade de escolher um livro, de ler o que mais se gosta (em diferentes suportes) e onde mais se gosta (num dos agradáveis espaços da Biblioteca), democratizar o acesso à informação, ao conhecimento, e levar mais longe a leitura, conquistando cada vez mais leitores. É por estes e por muitos outros motivos que o 9 de outubro de 2004 marca a história do concelho. Estarreja passou a ter um equipamento de qualidade dedicado à promoção da literacia e, sublinhe-se, acessível a todos sem distinção. Hoje, a BME comemora 13 anos com 8726 utilizadores inscritos.   

O programa comemorativo do 13º aniversário da BME decorre durante todo o mês. Na sexta-feira, o já habitual Jantar Literário reuniu à mesma mesa mais de 4 dezenas de leitores da BME e um convidado especial, o ator Ricardo Carriço, num momento de celebração da leitura e do prazer de ler. Ricardo Carriço mostrou-se “fascinado e surpreendido por perceber da qualidade da atividade cultural” do município estarrejense. No “jantar dentro da biblioteca”, que decorreu na sala de leitura de periódicos, o ator percebeu a partilha existente e “esta relação de proximidade entre todos. Que bom é ver numa equipa da câmara local um brilho nos olhos e uma cumplicidade incrível. Parabéns e por favor continuem este excelente trabalho!”

Na ocasião foram anunciados os melhores leitores 2016/ 2017, em quatro categorias: Infantil - Madalena de Almeida Henriques, Juvenil - Beatriz Almeida e Silva, Adulto - Victor Manuel Lopes Dias e Instituição - Fundação Cónego Filipe de Figueiredo – Creche. 

Madalena disse que já nasceu com os livros e que frequenta a biblioteca “desde bebé” - o que é perfeitamente possível uma vez que a BME promove iniciativas também para esta faixa etária e para as suas famílias. Tem apenas 7 anos mas a maturidade suficiente para perceber a importância de ler: “É interessante descobrir coisas novas”. E é nas visitas à biblioteca com a mãe que encontra um admirável mundo novo nas páginas dos livros que escolhe.

Outra assídua utilizadora, Beatriz, requisita três livros por mês. “A biblioteca tem uma variedade muito boa de livros, tem todo o tipo de literatura”. Por norma lê em casa, mas lembra que a Biblioteca “é um espaço em que podemos fazer praticamente tudo, entre convívio com os amigos, sentar e ler, ir para lá para fora, apanhar um pouco de sol e ler, revistas, jornais, tudo.  É um espaço livre!” e que a conquistou desde o primeiro minuto.

A fachada da antiga Casa dos Leites, com o seu aspeto apalaçado e formal, foi mantida quando a Câmara Municipal de Estarreja remodelou o edifício e o adaptou a Biblioteca. Contudo, quando se atravessa a porta de entrada, essa primeira impressão cerimoniosa dá lugar a um espaço vivo, aconchegante e convidativo. 

Inaugurada a 9 de outubro de 2004, a intervenção da BME foi entretanto alargada com a criação dos Polos de Avanca e Pardilhó. Em 13 anos de funcionamento, a Biblioteca regista uma média de 12.000 empréstimos anuais. A BME coordena a Rede de Bibliotecas de Estarreja cooperando com as Bibliotecas Escolares, em prol de um catálogo coletivo que permite divulgar melhor todo o trabalho realizado, disponibilizando em rede mais de 102.000 documentos. 

Para celebrar a efeméride, a Biblioteca preparou um programa diversificado que inclui a oferta de livros através passatempos na página de Facebook da Rede Bibliotecas de Estarreja.
Em mês de aniversário a Biblioteca Municipal aposta na promoção da leitura digital, através da disponibilização de novos equipamentos (tablets e e-readers), permitindo a utilização no local ou a requisição.