Festival Sénior “A minha vida não ficaria totalmente preenchida se não tivesse visto isto”

Terça, 19 de Outubro 2010

Mais uma vez, o Festival Sénior foi dado a conhecer a todo o país através do programa "Portugal no Coração", da RTP. A repórter Ana Viriato acompanhou alguns momentos deste evento promovido pelo Município de Estarreja durante o mês de Outubro e dedicado a todos os que têm mais de 55 anos.

A primeira intervenção em directo, a partir da Biblioteca Municipal, mostrou as “obras de arte” realizadas no workshop de pintura acrílica em tela. O vice-presidente da Câmara, Abílio Silveira, explicou que este evento pretende chamar a atenção do público-alvo para um conjunto de actividades que se vão realizando continuamente durante todo o ano, como estas acções na Biblioteca.

Por outro lado, convida-se os seniores a experimentarem novas actividades, como as danças de salão, ou a conhecerem o património local. Foi o que aconteceu na Casa Museu Marieta Solheiro Madureira, localizada no centro da cidade de Estarreja.

Urbano Silva, 62 anos, nasceu e vive em Estarreja mas confessa que desconhecia a existência deste museu. “Fiquei admiradíssimo com a grandiosidade desta casa. A minha vida não ficaria totalmente preenchida se não tivesse visto isto. É admirável”, exclamou no final da visita guiada por Delfim Bismarck, conservador da Casa-Museu Marieta Solheiro Madureira. Urbano Silva promete regressar com mais calma a trazer as suas filhas para que também conheçam este espaço museológico. E como não poderia deixar de ser recomenda a visita ao museu.

Em directo para a RTP, Ana Viriato conversou com Delfim Bismarck que explicou a origem do museu deixado por António Madureira, médico-veterinário municipal de Estarreja e Murtosa, homem dotado de invulgar sensibilidade, que foi adquirindo ao longo da sua vida diversas obras de arte que agora estão expostas em Estarreja.

Para o “Portugal no Coração” falaram também os participantes desta visita e uma pessoa muito especial, a dona Adelaide, que trabalhou para o casal Madureira como governanta e que, com os seus 87 anos, continua a cuidar da casa e de todas as suas peças com minúcia, extremo cuidado e amor. Em 60 anos partiu uma única vez um prato o que a deixou desolada. A dona Adelaide revelou a Ana Viriato o segredo da sua juventude. “Não parar!”, disse com boa disposição.

Foi junto à natureza que Estarreja e Ana Viriato se despediram de João Baião e Tânia Ribas de Oliveira. A visita guiada ao Percurso de Salreu do BioRia, com recurso ao carro eléctrico próprio para pessoas com mobilidade reduzida, teve a participação de utentes do Centro de Dia do Roxico. Conforme explicou Norberto Monteiro, coordenador do projecto BioRia, este é um recurso que possibilita a estas pessoas, com dificuldades de locomoção, de percorrerem os percursos naturais.

Muitos felizes estavam Maria Amélia, 75 anos, e António Ramos, 80 anos. Já não vinham à zona do Baixo Vouga Lagunar há bastante tempo e este passeio fê-los recuar no tempo até à época da colheita do arroz, onde Maria Amélia começou a trabalhar aos 12 anos. Por outro lado, a tranquilidade do espaço e a existência de várias espécies, nomeadamente de aves, fez deste um passeio muito especial para este casal de enamorados, casados há 57 anos e que não deixam de dar provas do seu amor. “Cada vez gosto mais dela”, declarava António com um sorriso especial.

 

» As imagens do Festival Sénior estão disponíveis na Galeria de Fotografias da página electrónica do Município
http://www.cm-estarreja.pt/main/galeria_fotos.php?gal=83


» Programa completo do Festival http://www.cm-estarreja.pt/main/seccao.php?s=festivalsenior