Novo ciclo autárquico: Assembleia e Câmara tomaram posse

Quarta, 13 de Outubro 2021


Estão instaladas as novas Câmara e Assembleia Municipal de Estarreja. Os cidadãos eleitos para os dois órgãos autárquicos tomaram posse ontem à noite, numa sessão pública que decorreu no Cine-Teatro de Estarreja, para mais um mandato com maioria da coligação do PSD – CDS/PP.

Na sequência dos resultados das Eleições Autárquicas que tiveram lugar no dia 26 de setembro, tomaram posse: 21 membros eleitos para a Assembleia Municipal, por inerência de funções os cinco primeiros eleitos para as Assembleias de Freguesia, e os sete eleitos para a Câmara Municipal, para o quadriénio 2021 – 2025.

No órgão executivo Câmara Municipal, Diamantino Sabina renova o seu terceiro, e último, mandato à frente dos destinos do Município e promete “impulsionar ainda mais Estarreja nas suas diversas áreas. Cremos, sem margem para dúvidas, que as nossas estratégias têm dado os frutos necessários. Não vamos parar de inovar, não vamos parar de apostar, não vamos parar de fazer Sempre Mais por Estarreja e pelas suas gentes. Este nosso Concelho vai-se destacando muito positivamente e é no futuro que temos postos os nossos olhos.”

Na governação para os próximos quatro anos, “Estarreja marcará a diferença ainda mais na Cultura Nacional! Assim o garantiremos. Será, como é, um polo saudável de atração de investimento e de emprego. Em termos urbanos, encontrará equipamentos municipais modernos ao melhor serviço do cidadão e uma “fachada” urbana reabilitada e esteticamente aprazível. Uma rede viária invejável e infraestruturada, onde todas as habitações estarão servidas por ruas asfaltadas, saneamento, água e iluminação pública. Os nossos filhos continuarão a ter as melhores condições para estudar e crescer, praticando desporto e aprendendo música, vendo e vivenciando um Concelho Culturalmente Apelativo e Socialmente Integrador!”

No seu discurso de tomada de posse, Diamantino Sabina dirigiu-se “a todos os eleitos, de todos os quadrantes políticos” para desejar “um mandato profícuo, com elevação e respeito uns pelos outros, pelos mais elementares ditames democráticos e pelas instituições que hoje passamos a representar. A responsabilidade é grande e o tempo exige de todos nós o melhor das nossas capacidades. Empenhemo-nos todos, façamos um mandato exemplar.”


Hora de reclamar serviços de saúde ao poder central

Na Assembleia Municipal, Regina Bastos também foi reconduzida a presidente do órgão deliberativo. “A nossa autarquia e o nosso concelho estão e continuarão a estar na vanguarda do progresso, na captação de investimentos e na criação de emprego. Foi assim até agora e vai seguramente continuar a ser”, afirmou para depois acrescentar que “não tememos a descentralização de competências do poder central para o nível local porque sabemos que somos mais competentes, mais próximos das necessidades das populações e mais justos na aplicação eficaz e mais rápida dos recursos. Mas sabemos o óbvio e exigimos o que é de direito: os recursos financeiros adequados.”

A autarca deixou outro recado ao governo. “O Plano de Recuperação e Resiliência, a chamada “bazuca europeia” deve ajudar ao investimento de todo o país, não pode acentuar as assimetrias regionais e a concentração de riqueza nas regiões mais desenvolvidas. O PRR não pode ter filhos e enteados. O governo central tem que contar com as autarquias como parceiros na sua aplicação sem discriminar a cor partidária. O Plano de Recuperação e Resiliência tem previsto um investimento total de 1,38 mil milhões de Euros para reforçar o serviço de saúde. É agora a hora de voltar a reclamar do poder central os tão necessários serviços de saúde que tem vindo a encerrar ou a negar a Estarreja e aos Estarrejenses.”

Com a instalação da Assembleia Municipal, foram eleitos, para além da Presidente do órgão, os primeiro e segundo secretários da Mesa. Apresentada uma lista a votação, os eleitos foram Regina Bastos para Presidente da Assembleia Municipal, e António Jorge Borges e Paula Brandão, para primeiro e segunda secretários da Mesa, respetivamente.


ASSEMBLEIA MUNICIPAL

Eleitos pela Coligação SEMPRE MAIS! (PPD/PSD.CDS-PP)
Regina Bastos
António Jorge Borges 
Carlos Albérico Alves
Paula Brandão
José Domingos Sousa
José Augusto Matos
Maria de Lurdes Pinho
António Simões Pinto
Simão de Castro 
Vera Albuquerque
Hilário de Matos
Tiago Varum

Eleitos pelo Partido Socialista
Vladimiro Silva
Diamantino Correia
Luísa Henriques
Ricardo Fernandes
Bruno Vilhena Pires
Joana Pires
Patrícia Luz
Tomé e Sousa

Eleito pela CDU - COLIGAÇÃO DEMOCRÁTICA UNITÁRIA (PCP-PEV)
José Pontes

Por inerência de funções, os primeiros eleitos para as Assembleias de Freguesia: 
José Borges (Avanca)
José António Marques (Beduído e Veiros)
António Sousa (Canelas e Fermelã)
António José Tavares (Pardilhó) 
Manuel de Almeida (Salreu)


CÂMARA MUNICIPAL

Eleitos pela Coligação SEMPRE MAIS! (PPD/PSD.CDS-PP)
Diamantino Sabina
Isabel Simões Pinto
João Alegria
Ana Paula Almeida

Eleitos pelo Partido Socialista
Marisa Macedo
Rui Jorge Silva 
Miguel Seara